Como guardar dinheiro

Assim como muitas outras coisas em nossa vida, saber poupar e economizar requer muita disciplina, força de vontade e determinação.


Imprimir

Inscreva-se!

É muito comum ouvir as pessoas comentando que mesmo antes de fim do mês e do recebimento do novo salário, já estavam sem dinheiro algum, tendo que recorrer neste caso ao uso do cartão de crédito, ou na pior das hipóteses ao limite do cheque especial.

dinheiroE se você vive em situação semelhante a esta, na qual o dinheiro do seu salário não chega ao fim do mês, já esta passando da hora de começar a mudar, caso contrário as chances de suas contas mensais virarem grandes dívidas são grandes, especialmente as do cartão de crédito e do cheque especial, onde as taxas de juro são enormes e crescem rapidamente.

Por isso neste artigo vamos tentar lhe ajudar, trazendo dicas de como guardar dinheiro, mas para que isso aconteça antes de mais nada é fundamental que você não tenha dívidas, pois só é possível começar a poupar estando no “azul”.

Quitando dívidas

Esse é o primeiro passo para quem deseja e busca uma situação financeira estável e confortável, por isso se você esta com dívidas atrasadas, é fundamental dar prioridade e quitar as dívidas que incidem a maior taxa de juros, que no caso são do cartão de crédito e do cheque especial.

E uma ótima dica para saldar essas dívidas e fugir dos altos juros é realizar um empréstimo pessoal com juros mais baratos, ou seja, você assume uma outra dívida para pagar a atual, porém com juros menores, e assim economiza um bom dinheiro pagando menos juros, além de começar por a casa em ordem.

Jogue fora o cartão de crédito

Lembre-se, crédito não é renda, por isso se você não sabe utilizar o seu cartão de crédito e acaba gastando mais do que você ganha com ele, e não consegue pagar a fatura cheia do cartão, é momento de deixar de utilizar essa opção nas suas compras, de inicio parece difícil, mais não é!

É uma das melhores formas de colocar as contas em dias, uma vez que ao comprar no cartão de crédito você tem a impressão de que tudo entra no orçamento, porém uma prestação aqui e outra ali, no final vira uma bola de neve e você não consegue mais assumir seus compromissos e demais contas mensais.

Se você por algum motivo especial não pode se desfazer do seu cartão de crédito, é fundamental então baixar o limite dele para no máximo 30% da sua renda LÍQUIDA, ou seja, se você ganha 1000 reis líquidos(já descontados impostos e outras deduções e contribuições), tenha um limite de no máximo 300 reais no seu cartão, assim você evita comprometer toda sua renda com essa modalidade, e assim poderá quitar a fatura “cheia” do seu cartão e não perder dinheiro com juros.

Chegou a hora de guardar dinheiro

Agora que você já renegociou suas dívidas, deixou de lado o cartão de crédito, ou limitou os gastos dele em até 30% de sua renda, chegou o momento tão esperado, que é começar a poupar!

E antes de mais nada, tenha em mente que economizar e fazer uma poupança requer muita disciplina, e força de vontade, uma vez que você terá que abrir mão de certos caprichos e gastos, como aquela calça nova toda mês, ou aquela saída para jantar fora todo fim de semana, e todo esse sacrifício vale muito apena, depois que você começa a ver os resultado.

Quanto você ganha e quanto você gasta

Claro que para poupar, é fundamental que você gaste menos do que você ganha, pois é preciso fazer sobrar dinheiro no final do mês, e caso você esteja no zero a zero, ou seja, esta gastando tudo o que ganha, existem dois caminhos, ou você começa a ganhar mais por mês, ou então você tem que gastar menos.

Como nem sempre é possível aumentar a renda mensal, é necessário optar pela segunda alternativa, que é gastar menos e cortas gastos.

Anotar tudo

O primeiro passo para isso, é papel e caneta, e começar anotar todos os seus gastos, e se você tem família, todos devem fazer o mesmo, anotar “tim tim por tim tim” todos os gastos, desde a esmola dada em uma esquina, aquele lanche que você fez na rua.

No final do mês, você senta com demais membros da família e faz o balanço de todos os gastos que tiveram, onde gastaram mais e onde é possível fazer cortes, tento tudo anotado fica fácil visualizar onde estão os problemas.

Com isso em mão é só fazer uma continha simples:

Total de ganhos – Total de despesas

Essa conta tem que fechar positiva! E essa diferença você deve aplicar em uma poupança.

E esse valor final esta abaixo do que você espera ou pretende, é necessário rever os gastos e cortas ou diminuir algumas despesas, e claro traçar assim metas e objetivos mensais de qual a quantia você deseja poupar todo mês.

Como cortar despesas

É muito comum ouvir as pessoas dizendo que não vêem como e onde cortar as despesas, porém ao ter tudo anotado em um papel é muito fácil analisar e encontrar situações que podem representar bons resultados, os mais comum e imediatos que podemos citar são:

– Energia elétrica: Muitas famílias tem o péssimo habito de deixar todos os aparelhos da casa ligados na tomada em “stand by”, e dependendo da quantidade de aparelhos existentes na residência, o consumo de energia é bem significativo, por isso tire todos os aparelhos da tomada se os mesmos ficaram por diversas horas sem utilização.

Ainda sobre a questão da energia elétrica, verifique sua família o tempo do banho, é comum as pessoas esquecerem o chuveiro ligado por longos períodos, e o consumo é extramente alto, o chuveiro é um dos grandes vilões das contas de energia elétrica, assim como as lampadas esquecidas ligadas em ambientes sem necessidade.

Essas simples medidas iram trazer resultados positivos em sua conta de luz, que pode baixar significativamente, faça um teste para você ver, tenho certeza que irá se surpreender!

– Telefone: Com a popularização dos telefones celulares é comum as pessoas ligarem a todos o momento para dizer onde estão com quem estão, e ao fazer isso de um telefone fixo para um móvel, cada ligação pode custar mais de 1 reais, agora multiplique isso por dezenas durante um mês, o resultado final será desastrosos.

Uma maneira de economizar nesse caso é utilizar as promoções e opções fornecidas por diversas empresas de telefonia móvel, onde ligações de celular para celular possuem preços bem interessantes.

Mesmo assim, converse com sua família, combine quando ligar e evite gastos desnecessários em ligações do tipo “to chegando”.

E caso não consiga controlar o uso do telefone fixo em sua casa, entre em contato com a sua operadora e solicite que a mesma bloqueie ligações para celular.

– Alimentação fora de casa: Sim é legal sair com a família comer fora no final de semana, mas se a situação financeira não esta das melhores, é importante refazer as contas, e fazer a comida em casa, na maioria das vezes o custo é bem menor, podendo inclusive custar até mesmo a metade do preço.

Para isso vale a pena mobilizar toda a família, cada uma prepara algo e depois todos ajudam na limpeza da louça e da cozinha, o resultado final será mais dinheiro no final do mês.

Claro, que depois que você colocar as suas contas em dia e começa a economizar um valor “x” todo mês, você pode se dar ao luxo de sair e comer fora no final de semana, mas lembre-se tenha dinheiro para isso!

Tenha metas e objetivos

Isso é ótimo para não sair do trilhos, ter metas e objetivos, por exemplo, se você tem a meta de poupar 500 reais todo o mês, busque chegar nesse objetivo, corte gasto! Faça alguns sacrifícios e deixe um pouco o consumismo de lado que você com certeza irá conseguir!

Tenha objetivos! Você quer poupar para conquistar o que?

E objetivos não faltam, seja para comprar um carro novo a vista, reformar a casa, sair do aluguel, uma aposentadoria, enfim, escolha seu objetivo e comece a poupar.

E por fim, o maior de todos os “segredos” para guardar dinheiro, é começar! Isso mesmo, de nada adianta as palavras sem as devidas atitudes!

E lembre-se o importante não é quanto você ganha mais sim quanto você consegue fazer sobrar no final do mês!



Navegue:
Um comentário

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *