Porque comprar carro é um dos piores investimentos

Algumas pessoas ainda enxergam os carros como investimento, porém essa é uma visão equivocada visto que um carro trás inúmeros gastos e corroí ainda mais a renda.


Imprimir

Inscreva-se!

Se você não trabalha no setor de compra e venda de carros, ou não utiliza o carro como forma de ganhar a vida, e vislumbra “investir” seu dinheiro na compra de um carro, tenha certeza absoluta que você estará perdendo dinheiro.

A décadas atrás, onde a industria automotiva ainda engatinhava no Brasil, comprar um veículo até poderia ser um bom investimento, uma vez que a oferta era menos que a procura, com isso quem era dono de um veículo poderia até ganhar algum dinheiro com a valorização do mesmo.

Já nos dias atuais, o cenário é totalmente diferente, as grandes montadoras possuem capacidade de fabricar centenas de milhares de unidades por dia, ou seja, não falta oferta, muito pelo contrário, sobram carros a venda, e com isso, basta você comprar um carro zero km hoje e tirar ele da concessionária para amanhã já valer menos.

Mas claro, como comentado no primeiro parágrafo, o carro pode se tornar um bom investimento para aquelas pessoas que o utilizam para gerar renda, no caso vendedores que tem no carro uma ferramenta de trabalho, então o seu valor, assim como a sua desvalorização acaba sendo diluído nos produtos que estes comercializam.

O mesmo acontece com as lojas de usados, em algumas regiões do Brasil chamados “picaretas” ou “garagens”, onde tais lojas oferecem um valor inferior na compra para poder revender esse carro na sequencia com um preço superior para terceiros, neste caso existe o comércio, então existe o lucro.

Por que carro não é investimento

Agora que já foram pontuadas situações na qual o carro pode ser um investimento, vamos a situação mais comum, que é aquele cidadão que sempre sonhou em ter um carro zero km, para poder passear no final de semana, e então resolve comprar à vista um carro no valor de 50 mil reais, veja este é ainda o melhor dos cenários, no qual a pessoa irá pagar pelo carro a vista, ou seja, não irá pagar juros.

Então vamos as contas rápidas, para que você possa entender de uma vez por todas que ter carro no Brasil é perder dinheiro, lembrando que aqui estão os carros mais caros do mundo!

Valor pago a vista: 50 mil reais;
Seguro:Valor muda de cidade para cidade, e perfil do motorista, mas vamos ser bem modestos e vamos colocar um seguro no valor de 1200 reais anuais;
IPVA: Valor colocar na média de 4% do valor do carro, no nosso exemplo seria de 2 mil reais anuais;
Combustível: Vamos por uma média de 40 litros por mês, a 3 reais o litro teríamos um custo de 120 reais mensais de combustível, ou seja 1440 reais por ano;
Revisões: Sendo um carro zero são necessárias revisões na concessionária, vamos ser modestos e colocar um custo de 1000 reais por ano com revisões e manutenções, troca de óleo, lavagens, polimentos, etc.

Custo anual para ter o carro: 1200+2000+1440+1000 = 5640

Custo mensal: 470 reais

Ou seja, neste nosso exemplo, utilizando valores de seguro, e manutenção bem modestos temos um custo de 470 reais mensais para possuir esse carro, sem esquecer ainda que podem acontecer imprevistos como acidentes, manutenções não programadas, etc, que podem aumentar esse custo ainda mais.

Custo de oportunidade

Achou que era só isso? Calma, ainda não acabou, quando compramos algo não podemos esquecer de lembrar do custo de oportunidade, ou seja, se você invés de comprar esse carro de 50 mil reais, utilizasse esse dinheiro para outra coisa, como por exemplo investir em uma aplicação, quanto ele renderia para você? Afinal o carro não rende nada parado na garagem pelo contrário somente desvaloriza, então vamos aos cálculos.

Imaginando que você aplique esse valor de 50 mil na poupança, lembrando que é possível encontrar aplicações mais rentáveis que a poupança para esse valor, o rendimento mensal seria de 0,55% ao mês ou seja de 275 reais mensais, isso durante 12 meses daria um valor de 3 mil reais.

Ou seja, arredondando as contas, sem contar juro sobre juro, o custo mensal de ter um carro de 50 mil reais neste nosso exemplo seria de 720 reais.

Isso que em nosso exemplo estamos colocando a hipótese de um pagamento a vista, pois se fosse financiado a juros na casa de 1% ao mês esse valor mensal iria subir muito mais.

Desvalorização

Você achou que já tinha acabado? Nãooooo ainda nãooooo, lembre-se carro desvaloriza, por isso lembre-se que a cada dia o carro que você pagou 50 mil reais vale cada vez menos, sendo novamente modestos nas nossas contas, vamos supor que no primeiro ano, o carro que você comprou desvalorizou somente 10%, assim no final de 12 meses o carro que você comprou por 50 mil, caso precise vender vale 45 mil reais, lembrando isso na melhores das hipóteses, pois possivelmente as lojas de usados pagaram bem menos.

Então a perda com a desvalorização em 12 meses foi de 5 mil reais, isso da cerca de 417 reais mensais, somado isso aos 720 reais temos um total de 1137 reais mensais!

É isso ai pessoal, comprando um carro de 50 mil reais a vista, seu custo mensal será de 1137 reais, afinal além de ter os gastos para manter ele, você esta perdendo dinheiro com a sua desvalorização, e também perdendo dinheiro devido ao custo de oportunidade, uma vez que se tivesse o valor aplicado ele estaria rendendo e não desvalorizando.

Isso tudo no final de 12 meses dará um custo total de 13644 reais!

Lembrando novamente, que este é um cenário de um carro comprado a vista, caso fosse financiado o rombo seria muitooooooo maior devido aos juros do financiamento.

Esse tipo de análise e conta é fundamental antes de comprar um carro, uma vez que muitas pessoas só pensam na parcela que cabe no bolso, mas existem inúmeras outras contas que precisam ser feitas.

Infelizmente muitas vezes ter um carro é fundamental, seja para ir ao trabalho, levar os filhos a escola, etc, mas mesmo assim é fundamental colocar todas essas contas no papel, pois quem sabe seja melhor investir em um imóvel mais próximo do trabalho para poder utilizar o transporte publico ou até mesmo outros meios de deslocamento como a bicicleta, ou então tentar mudar para perto da escola dos filhos, e assim quem saber abrir mão de um carro, afinal é comum muitas famílias ter dois carro.

Tudo é questão de fazer contas e analisar todos os custos envolvidos, por isso faça as suas, e analise de forma crítica a real necessidade de ter um carro, você pode surpreender-se com o resultado, e ter uma vida financeira muito mais saudável.



Navegue:
2 Comentários

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *